• Gleyce Persil

Estudo reforça a segurança com o uso de máscaras nos salões de beleza

Atualizado: Jan 27



Procura pelos serviços ainda é baixa



Com a reabertura dos salões de beleza em São Paulo, novas estratégias e ideias não faltaram por parte dos profissionais para atender aos clientes. Já falei anteriormente sobre Biossegurança aqui no Blog e essas boas práticas se tornaram imprescindíveis nessa retomada.


Se não viu esse artigo, CLIQUE AQUI.

O setor de beleza foi um dos mais afetados pela pandemia e a espera pelo retorno ao trabalho por aqui era grande. Em entrevista para o portal Terra o visagista Robson Trindade, professor e consultor do Friends Studio 156, localizado em Moema, zona sul de São Paulo, fala a respeito do faturamento do espaço e o que espera para o retorno: “Tínhamos um faturamento que gerava em torno de R$ 125 mil por mês, nossa previsão é atingir pelo menos cerca de 35% desse valor, afinal, as pessoas estão com medo da Covid-19 e movimentando recursos para outras prioridades não ligadas à autoestima no momento”.


Mesmo trabalhando em turnos alternados, para garantir a segurança dos clientes, e investindo em diversas medidas de biossegurança, o profissional é realista quanto ao retorno.


Veja a matéria completa CLICANDO AQUI. https://www.terra.com.br/noticias/dino/salao-de-beleza-funciona-em-tres-turnos-para-atender-clientes-com-seguranca-expectativa-e-grande


Um estudo recente conduzido pelo CDC (Centro de Prevenções e Controle de Doenças), órgão americano, responsável por conduzir pesquisas científicas para o tratamento e cura de doenças infecto contagiosas, comprovou de forma unanime que a utilização das máscaras em ambientes fechados protege 100% o indivíduo da contaminação pela Covid-19.


No dia 12 de maio, dois cabeleireiros funcionários de um salão de beleza situado em Springfield, no estado de Missouri, começaram a apresentar sintomas respiratórios. Mesmo doentes, os profissionais continuaram a trabalhar até 20 de maio, data em que receberam o resultado positivo para Covid-19.


A primeira providência foi fechar o salão durante três dias para que fosse feita uma higienização completa. Ao mesmo tempo, as autoridades sanitárias identificaram os 139 clientes que possivelmente tinham sido expostos ao vírus. Os demais funcionários foram orientados a cumprir quarentena de duas semanas.


Durante todo o tempo em que estiveram em contato com os clientes, ambos os funcionários infectados usaram máscaras.

O CDC realizou o teste para Covid-19 nos 139 clientes e passou a monitorar todos. Das 67 pessoas que aceitaram participar do teste, nenhuma teve diagnóstico positivo. Quanto aos outros, receberam acompanhamento regular sobre seu estado de saúde e, não desenvolveram sintomas da doença nas duas semanas seguintes.


O estudo reforça ainda mais a opinião dos especialistas quanto a utilização das máscaras, como aliadas contra a propagação da Covid-19. O que com toda certeza trás muito mais esperança aos profissionais da beleza e seus clientes.


O estudo comprova que ir ao salão de beleza, clinicas de estéticas, SPAs ou receber o seu profissional em domicilio, pode ser seguro, desde que ambos, cliente e profissional não deixem de seguir as orientações de segurança do protocolo de prevenção contra a Covid-19.

Fonte: https://istoe.com.br/mascaras-evitaram-surto-de-coronavirus-em-salao-de-beleza-diz-estudo/

3 visualizações0 comentário